Esporte

1

Alexander Gustafsson derrotou Glover Teixeira na luta principal do UFC Suécia, neste domingo, em Estocolmo. A 1m07s do quinto round, o sueco, que havia dominado as etapas anteriores, emplacou três uppercuts e um direto de direita para liquidar – por nocaute técnico -, o combalido brasileiro, que demonstrou uma raça impressionante ao suportar tamanha pressão.

– Glover é um grande lutador e uma honra receber ele aqui. Ele bate muito forte, tem ótimas combinações, mas meu uppercut funcionou. Hoje era o meu dia – declarou o anfitrião, que ocupa a segunda posição no ranking do peso-meio-pesado, uma atrás de Glover, então o líder.

Na sequência, Gustafsson chamou a namorada, Moa Johansson, para subir ao octógono, se ajoelhou e fez um pedido de casamento a ela, diante da vibrante torcida local. A loira aceitou e recebeu uma anel do futuro marido.
Alexander Gustafsson vence Glover Teixeira e pede a namorada em casamento (Foto: Getty Images)
Alexander Gustafsson se ajoelha e pede a namorada em casamento no octógono do UFC Suécia (Foto: Getty Images)

A vitória convincente, diante do primeiro colocado do ranking, leva Alexander Gustafsson a dar um largo passo rumo à disputa de cinturão. O próximo desafiante é Jon Jones, que encara o campeão Daniel Cormier, no UFC 214, dia 29 de julho, em Anaheim (EUA), e o sueco poderá medir forças com o vencedor do embate.

A luta

Glover Teixeira encurtou a distância nos primeiros movimentos da luta e conseguiu uma queda plástica. Alexander Gustafsson girou ao cair e se levantou com estilo, agitando a torcida. O sueco trabalhou jabs e diretos, que entraram limpos no rosto do brasileiro. Aproveitando-se da envergadura, o anfitrião ficava fora do raio de alcance do mineiro que conseguiu conectar um bom uppercut no rival. Glover acusou um dedo no olho direito, voltou rapidamente, mas se viria a se queixar de um incômodo na vista no intervalo. “The Mauler” entrou no octógono ciente do “punch” do adversário e, por isso, quando era encurralado, corria em círculo para não ficar acuado.

Gustafsson combinava velocidade, se afastando de Glover e encaixando golpes por dentro da guarda do adversário, especialmente uppercuts, engolidos diversas vezes pelo brasileiro. Com uma linda cotovelada giratória, Gustafsson balançou o adversário, impôs uma sequência de cruzados e deixou Glover em apuros. Com o nariz sangrando, Glover sentiu o castigo, mas seguiu caminhando pra frente e levando perigo. Lúcido, o sueco seguia à risca a estratégia, pontuando na distância e evitando ser atingido.
Alexander Gustafsson x Glover Teixeira (Foto: Getty Images)
Sueco conectou diversos golpes no adversário, que suportou a pressão durante quatro rounds completos (Foto: Getty Images)

No terceiro round, Gustafsson voltou a levar vantagem na trocação. No primeiro minuto, o sueco levou o brasileiro a knockdown com dois uppercuts de direita. Por cima do brasileiro, ele o castigou com cotoveladas e socos – Glover suportou na raça a pressão do oponente. Glover se levantou, buscou a queda, mas ficou novamente por baixo. Quando o duelo voltou a transcorrer em pé, Gustafsson ditou o ritmo outra vez, arriscando até joelhadas voadoras. Glover chamava o adversário para a trocação – embora estivesse combalido, a mão pesada do mineiro era sempre um risco iminente de nocaute.

Depois de três rounds em ritmo acelerado, o combate ficou menos eletrizante na quarta etapa. Gustafsson levou clara vantagem nos assaltos anteriores e, embora continuasse acertando o rosto de Glover Teixeira, atuava estrategicamente. O córner do brasileiro pedia que ele mexesse a cabeça para não ser atingido com tanta facilidade, mas os golpes do sueco continuaram entrando com eficiência.

No quinto round, Alexander Gustafsson coroou uma atuação impecável. “The Mauler”, empurrado pela torcida, acertou três uppercutes seguidos, o brasileiro bambeou e, após uma “bomba” de direita, fez o oponente desabar no chão do octógono, em uma sequência que misturou técnica e plástica.

Oezdemir liquida Circukov em 28 segundos

Misha Cirkunov foi com muita sede ao pote diante de Volkan Oezdemir. E a afobação custou caro ao atleta, sétimo colocado no ranking oficial do peso-meio-pesado. O suíço – que ocupa a quinta posição -, acertou um lindo cruzado de direita no queixo do rival, que desabou no octógono, com apenas 28 segundos de embate. Ele ainda desferiu mais dois golpes no oponente, até a chegada do árbitro central.
Volkan Oezdemir venceu Misha Cirkunov por nocaute técnico aos 28s do R1 (Foto: Getty Images)
Volkan Oezdemir não tomou conhecimento de Misha Cirkunov e começa a se destacar na divisão (Foto: Getty Images)

– Vocês nunca ligaram para mim, mas agora podem contar comigo. Eu trabalho muito duro com meus treinadores, tinha uma estratégia e fiz tudo certo e consegui colocar a minha mão direita. Eu vim do nada, estou escalando a minha posição fazendo o que eu sempre quis e quero alguém lá de cima do ranking – declarou Oezdemir, que começa a ganhar destaque na divisão.

Peter Sobotta x Ben Saunders

A agressividade do peso-meio-médio Peter Sobotta foi premiada na antepenúltima luta do evento. O lutador carimbou o rosto de Ben Saunders na trocação e bambeou o oponente. Confiante, ele conectou uma bela joelhada no queixo do oponente, que caiu, obrigando o árbitro a interromper o confronto.

Akhmedov derrota Alhassan por pontos

A luta foi truncada, bem distante de um combate eletrizante. Mas foi o suficiente para que Omari Akhmedov vencesse Abdul Razak Alhassan por decisão dividida (30-27, 28-29 e 30-27) e emplacasse dois triunfos consecutivos – há dois anos o russo não conseguia esta sequência. Alhassa, por sua vez, perde pela primeira vez em sua carreira, iniciada em 2013. O seu cartel agora é formado por sete vitórias e um revés.
Omari Akhmedov venceu Abdul Razak Alhassan por decisão dividida (30-27, 28-29 e 30-27) (Foto: Getty Images)
Omari Akhmedov venceu Abdul Razak Alhassan em duelo para lá de morno no UFC Suécia (Foto: Getty Images)

Taleb supera estreante sueco

Em casa, o jovem Oliver Enkamp até mostrou desenvoltura para um estreante no UFC. A experiência de Nordine Taleb, porém, falou mais alto no octógono, e o anfitrião perdeu por decisão unânime dos jurados (30-27, 30-27 e 29-28). O atleta da Tristar Gym se recuperou do revés sofrido para o “hermano” Santiago Ponzinibbio, em fevereiro deste ano.

Hermansson atropela Nicholson

O anfitrião Jack Hermansson fez a festa da torcida sueca na luta que abriu os principais confrontos desta edição. O peso-médio derrubou o adversário, impôs um duríssimo castigo no ground and pound e faturou a vitória por nocaute técnico aos dois minutos de combate. Uma vitória relâmpago, capaz de levantar o público nas arquibancadas.
Jack Hermansson venceu Alex Nicholson por nocaute técnico aos 2m do R1 (Foto: Getty Images)
Jack Hermansson venceu Alex Nicholson por nocaute técnico e levantou a torcida (Foto: Getty Images)

CARD PRINCIPAL
Alexander Gustafsson venceu Glover Teixeira por nocaute técnico ao 1m07s do R5
Volkan Oezdemir venceu Misha Cirkunov por nocaute técnico aos 28s do R1
Peter Sobotta venceu Ben Saunders por nocaute técnico aos 2m29s do R2
Omari Akhmedov venceu Abdul Razak Alhassan por decisão dividida (30-27, 28-29 e 30-27)
Nordine Taleb venceu Oliver Enkamp por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28)
Jack Hermansson venceu Alex Nicholson por nocaute técnico aos 2m do R1
CARD PRELIMINAR
Pedro Munhoz venceu Damian Stasiak por decisão unânime (30-27; 29-28 e 29-28)
Trevor Smith venceu Chris Camozzi por decisão unânime (30-27, 30-26 e 30-26)
Netto BJJ venceu Reza Madadi por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)
Bojan Velickovic venceu Nico Musoke por nocaute técnico aos 4m37s do R3
Darren Till venceu Jessin Ayari por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-27)
Damir Hadzovic venceu Marcin Held por nocaute aos 7s do R3

6

RESUMÃO

o jogo
EXTREMAMENTE FÁCIL

Contra um rival que já entrou em campo sem objetivos, o Santos cumpriu bem sua missão na Vila Belmiro, na noie desta terça-feira: goleou o Sporting Cristal por 4 a 0, com dois gols do zagueiro David Braz, e garantiu a primeira colocação do Grupo 2 da Libertadores.

Com a vitória, o time de Dorival Júnior encerrou a fase de grupos com 12 pontos, à frente de The Strongest (9) e Santa Fe (8) – os bolivianos avançam, os colombianos jogarão a Sul-Americana – e do Cristal (2), lanterna. A liderança dá aos brasileiros a vantagem de decidir as oitavas de final em casa.

[Santos x Sporting Cristal Braz (créditos: Agência Estado)]

7

O argentino Lucas Pratto e o garoto Luiz Araújo garantiram a primeira vitória do São Paulo na atual edição do Campeonato Brasileiro. Nesta segunda à noite, a dupla marcou os gols do triunfo por 2 a 0 sobre o Avaí, no Morumbi. Foi o primeiro triunfo da equipe paulista desde os 2 a 1 contra o Cruzeiro, no dia 19 de abril, pela Copa do Brasil. De lá para cá, a equipe colecionava dois empates e uma derrota.
[São Paulo x Avaí – Luiz Araújo (créditos: Marcos Ribolli)]
destaque
NA TABELA

Com o resultado, o Tricolor somou seus primeiros três pontos na competição – havia perdido para o Cruzeiro, na estreia. Já os catarinenses seguem sem vencer. Somam um ponto, do empate sem gols com o Vitória, na primeira rodada. Veja aqui a tabela do Brasileirão.
destaque
VEJA OS GOLS

Pratto abriu o placar no começo do primeiro tempo, e Luiz Araújo fechou no fim do segundo. Assista:
destaque
PRIMEIRO TEMPO

Rogério Ceni surpreendeu na escalação ao barrar Maicon e optar por Lugano para fazer companhia a Rodrigo Caio na zaga tricolor. E a defesa começou o jogo provocando calafrios na torcida. O uruguaio se atrapalhou sozinho em duas saídas de bola. Já o colega furou uma bola de forma bisonha. Sorte dos são-paulinos que, na sequência da jogada, o meia Marquinhos, do Avaí, mandou por cima do gol de Renan Ribeiro.

O Tricolor logo abriu o placar. Aos 10, Cícero alçou a bola na grande área em direção a Marcinho, que ajeitou de cabeça para trás. Pratto deixou ela quicar duas vezes e chutou meio de voleio para estufar as redes. Os donos da casa quase ampliaram o marcador com Cueva, aos 30, e Pratto, em uma bomba de fora da área no minuto seguinte que passou muito perto do ângulo esquerdo de Kozlinski.

[O são-paulino Pratto disputa a bola com o zagueiro Alemão (camisa 4), do Avaí (créditos: Marcos Ribolli)]
destaque
SEGUNDO TEMPO

No segundo tempo, o jogo mudou totalmente de panorama. O Avaí resolveu se lançar ao ataque e o São Paulo voltou a exibir problemas recorrentes nos jogos recentes, como a dificuldade para executar a transição dos contragolpes, especialmente pela impressionante queda técnica de Cueva. No fim, aos 45 minutos, após levar certa pressão dos catarinenses, o Tricolor chegou ao segundo gol, com Luiz Araújo.
[São Paulo x Avaí – Luiz Araújo e Pratto (créditos: Marcos Ribolli)]
destaque
QUE PASSA?!?

A partida ficou marcada também pela polêmica envolvendo o peruano Cueva, que jogou mal novamente. A torcida já havia chiado de dois lances equivocados do camisa 10, quando ele pedeu a bola e desperdiçou contra-ataques. Ao ser substituído por João Schmidt, aos 35 do segundo tempo, Cueva chegou ao banco de reservas gesticulando em direção aos auxiliares de Ceni, Pintado e Michael Beale. Ao apito final, ele saiu lado a lado com o técnico tricolor, aparentemente em diálogo calmo.
destaque
VEJA AS NOTAS

Atuações do São Paulo: em noite coletiva razoável, Pratto, Jucilei e Cícero são os melhores. Atuações do Avaí: Marquinhos perde chance, e Denilson tem noite apagada.
[São Paulo x Avaí – Lugano e Betão (créditos: Marcos Ribolli)]
destaque
NO MORUMBI

Público total: 12.427
Renda bruta: R$ 311.239,00
destaque
PRÓXIMOS JOGOS

Na próxima rodada do Brasileiro, o time de Rogério Ceni terá o clássico contra o Palmeiras pela frente. O Choque-Rei será disputado às 19h (de Brasília) do sábado (27), no Morumbi. O Avaí, por sua vez, volta a campo apenas na semana que vem: na segunda (29), vai até Chapecó encarar os donos da casa, na Arena Condá, às 20h.

LANCE A LANCE

49’2º tempo
Fim de jogo

São Paulo vence o Avaí por 2 a 0 com gols de Pratto e Luiz Araújo.

47’2º tempo
Pressão do Avaí

Time catarinense tenta um gol no fim do jogo no Morumbi.
45’2º tempo
Luiz Araújo
Luiz Araújo
Atacante
gol do são Paulo

Luiz Araújo enfrenta a defesa do Avaí sozinho, divide, aproveita sobra e finaliza no canto para fazer o segundo do Tricolor. Na comemoração, fez gesto de “sai, zica”.
45’2º tempo
Furou!

Avaí chega com perigo pelo lado direito. Após cruzamento, Iury erra a finalização sozinho.
43’2º tempo
Reclamação

Depois de ser substituído, Cueva reclamou com auxiliares do São Paulo no banco.

5

avid Luiz está de volta à Seleção. Ausente desde março de 2016, quando foi chamado pelo então técnico Dunga para os jogos contra Uruguai e Paraguai pelas eliminatórias, o zagueiro voltou a jogar em alto nível e foi campeão inglês pelo Chelsea na semana passada. Suas atuações e versatilidade foram, segundo Tite, os motivos da convocação para os amistosos contra Argentina e Austrália em junho.
Tite explica novidades da Seleção Brasileira

Tite explica novidades da Seleção Brasileira

Depois da Copa do Mundo de 2014, David Luiz foi chamado nove vezes por Dunga. Mas ainda não havia sido convocado pela comissão técnica comandada por Tite. Atualmente, o Chelsea joga com três zagueiros, sendo David um deles. Esquema diferente do utilizado da Seleção, mas nada que impeça a nova oportunidade, segundo o atual treinador.

+ Sem Neymar, Tite convoca Seleção com Diego Alves, David Luiz e Rodriguinho
+ Tite diz que ausência de Neymar também é preparação para a Seleção
David Luiz comemora o título inglês do Chelsea há uma semana: zagueiro volta à Seleção (Foto: Reuters) David Luiz comemora o título inglês do Chelsea há uma semana: zagueiro volta à Seleção (Foto: Reuters)

David Luiz comemora o título inglês do Chelsea há uma semana: zagueiro volta à Seleção (Foto: Reuters)

– Se o Marcelo Bielsa estivesse aqui, diria que David é polifuncional. Ele é versátil, deve ter mais de 20 jogos importantes e decisivos como primeio meio-campista ou defensor, assim como o Rodrigo Caio, que tem versatilidade. Antes da final do Mundial de 2012, ele jogou no meio. Na final contra o Corithians, nos enfrentou como zagueiro. Pode ser utilizado de uma forma ou outra. Retomou o alto nível e merece estar na convocação.

Já classificado para a Copa de 2018, o Brasil volta a campo no início de junho para dois amistosos. A Seleção vai enfrentar Argentina e Austrália, nos dias 9 e 13 de junho, respectivamente, em Melbourne.

6

RESUMÃO

o jogo

Só uma entre várias combinações de resultados eliminava o Flamengo na fase de grupos da Libertadores. E foi justamente o que aconteceu, com requintes de crueldade, em Buenos Aires. Em uma noite que todo torcedor rubro-negro vai querer esquecer, a equipe do técnico Zé Ricardo foi derrotada por 2 a 1, de virada, e deu adeus pela terceira vez consecutiva ao torneio continental na fase de grupos. A vitória do Atlético-PR sobre o Universidad Católica, no Chile, selou o destino amargo da equipe no Nuevo Gasómetro.

A virada veio apenas aos 47 minutos do segundo tempo. Pouco depois que, no Chile, os Atlético-PR conseguia o gol da vitória. Mesmo com o gol no primeiro tempo, o que se viu em Buenos Aires foi um Flamengo dando campo para o San Lorenzo criar e assustar: acabou punido. Com o resultado, a equipe terminou no terceiro lugar do grupo 4.
[San Lorenzo x Flamengo (créditos: Reuters)]

destaque
PRÊMIO DE CONSOLAÇÃO

Como terminou em terceiro do grupo, o Flamengo vai disputar a Copa Sul-Americana. O time entra na segunda fase da competição e o sorteio do mata-mata acontecerá no dia 2 de junho.
destaque
PRIMEIRO TEMPO

Em casa e precisando mais da vitória, o San Lorenzo fez o que se esperava no começo de jogo. Pressionou bastante. Contou com muitas faltas próximas perto da área para assustar, mas ainda não conseguia precisão para fazer valer a iniciativa. O Flamengo ia cortando tudo – com Guerrero ajudando lá atrás. O destaque dos donos da casa foi uma jogada que acabou sobrando com Ortigoza perto área. Ele cruzou da esquerda, e a bola sobrou com Márcio Araújo, que assustou mandando de cabeça por cima do gol de Muralha. Passado o susto, parecia que era a hora de brilhar a estrela de novo Rodinei.

Coube ao personagem dos últimos jogos decisivos para o Flamengo abrir o placar aos 14 minutos. Após escanteio cobrado por Everton, Blandi tirou de cabeça e a bola sobrou para Rodinei. O camisa 2 arriscou de fora e colocou no canto direito do goleiro Navarro: 1 a 0. Precisando reverter o resultado, os argentinos continuaram levando perigo na bola aérea até o fim da etapa. O Fla, através de sua defesa, continuou afastando.
[Rodinei San Lorenzo x Flamengo (créditos: AP Photo/Gustavo Ortiz)]
destaque
SEGUNDO TEMPO

O San Lorenzo voltaria ainda mais ofensivo para o segundo tempo, e o Flamengo aceitava e chamava o adversário para seu campo de defesa o tempo todo. Inicialmente, os resultados de momento eliminavam os donos da casa. Ortigoza continuava destribuindo as jogadas no ataque e ajudava sua equipe a aparecer com frequência perto ou dentro da área rubro-negro. Esbarravam, até então, no que parecia uma boa noite da dupla Vaz e Réver.

As ofensivas dos argentinos continuavam e acabaram surtindo efeito. Aos 29 da segunda etapa, o San Lorenzo empatou. Após o jovem Matheus Savio afastar a bola de forma errada, Barrios ganhou a jogada e cruzou para o zagueiro Angeleri, livre na área, colocar no canto do goleiro Muralha.

[San Lorenzo x Flamengo; Guerrero (créditos: EFE)]
destaque
O CASTIGO

O jogo ganharia contornos mais dramáticos não pelo que acontecia em Buenos Aires, mas sim pelo resultado em Santiago do Chile. Em jogo de cinco gols, o Atlético-PR venceu a Universidad Católica: O Rubro-Negro não poderia mais perder. Aos 44, o primeiro susto, com Muralha fazendo o que poderia ter sido uma importante defesa na cabeçada de Carruzzo. A punição, no entanto, veio aos 47: após nova ofensiva de ataque do time argentino, Belluschi dominou no na área e conseguiu o chutar após bate-rebate na área: era o gol da eliminação.
destaque
atuações

Veja as notas dadas aos jogadores do Flamengo

LANCE A LANCE

twitter
Fred Gomes
@fredgomes1985
Rafael Vaz não acredita no final do jogo. #trgasometro

Fim de jogo
FIM DE PAPO NO CHILE

O Flamengo está eliminado da Libertadores. San Lorenzo e Atlético-PR avançam às oitavas.
Fim de jogo

O jogo em Santiago vai até os 50 do segundo tempo!
48’2º tempo
FIM DE PAPO!

O árbitro apita e encerra a partida! O Flamengo torce por um gol da Catóilica nos momentos finais contra o Atlético-PR!
47’2º tempo
Belluschi
Belluschi
Meio-campo
GOL DO SAN LORENZO!

Belluschi vira para o San Lorenzo! O camisa 16 do time argentino domina no peito na área após bate-rebate e chuta cruzado de pé esquerdo! Muralha cai na bola, mas não consegue evitar o gol!
twitter
Fred Gomes
@fredgomes1985
O garoto Matheus Savio se torna o vilão do Flamengo. #trgasometro
46’2º tempo

Depois da cobrança, Rodinei tira de cabeça.
46’2º tempo

Ortigoza arrisca de muito longe, a bola desvia em Réver e sai em escanteio!
twitter
Fred Gomes
@fredgomes1985
Torcida do San Lorenzo reclama do tempo de acréscimo: três minutos. Goleiro Navarro quer ir pra área. #trgasometro
45’2º tempo

O San Lorenzo vai para o abafa nos momentos finais!
45’2º tempo
acréscimos

Mais três minutos! Vamos até os 48!
44’2º tempo

Angeleri aparece no ataque e recebe carrinho de Rafael Vaz. A arbitragem marca apenas tiro de meta.
44’2º tempo
San Lorenzo
MURALHA FAZ MILAGRE!

Depois do escanteio, Caruzzo cabeceia forte e goleiro do Flamengo faz defesa espetacular no canto! A defesa afasta do jeito que dá no rebote e salva o Flamengo!
43’2º tempo
SAIEverton
Everton
Atacante
ENTRAJuan
Juan
Zagueiro
43’2º tempo
SAIPaulo Díaz
Paulo Díaz
Lateral
ENTRABergessio
Bergessio
Atacante
42’2º tempo

O San Lorenzo pressiona e consegue escanteio.
twitter
Fred Gomes
@fredgomes1985
Juan aquece à beira do campo. San Lorenzo vem com tudo. #trgasometro
41’2º tempo
Alex Muralha
Alex Muralha
Goleiro

Cartão amarelo para Alex Muralha

Por cera na cobrança de falta no campo de defesa.
40’2º tempo
FURACÃO NA FRENTE DE NOVO!

Carlos Alberto faz 3 a 2 para o Atlético-PR contra a Católica! Resultado coloca os paranaenses nas oitavas da Libertadores.
twitter
Fred Gomes
@fredgomes1985
Final de jogo dramático. #trgasometro
39’2º tempo

Angeleri cruza na área e defesa tira mais uma.
39’2º tempo
TUDO IGUAL DE NOVO NO CHILE

A Católica empata em 2 a 2 com o Atlético-PR. Gol de Noir, que tranquiliza um pouco a torcida do Flamengo.
37’2º tempo

Mussis avança e é derrubado por trás por Guerrero. Falta pode levar perigo ao gol de Muralha.
37’2º tempo

O San Lorenzo insiste nas jogadas aéreas. Blandi toca de cabeça e Rafael Vaz afasta.
36’2º tempo
VIRADA DO FURACÃO

Douglas Coutinho faz o segundo do Atlético-PR contra a Universidad Católica em Santiago. Com este resultado, mais um gol do San Lorenzo elimina o Flamengo.
35’2º tempo

Belluschi cobra falta na área e Guerrero tira mais uma de cabeça!
33’2º tempo

O Flamengo troca passes no campo de defesa. O San Lorenzo adianta a marcação.
31’2º tempo
TUDO IGUAL NO CHILE TAMBÉM

Eduardo da Silva marca para o Atlético-PR e empata com a Universidad Católica. Os resultados de momento classificam Flamengo e San Lorenzo.
twitter
Fred Gomes
@fredgomes1985
Savio afastou erradamente. Barrios bateu rápido, forte, e Angeleri conferiu. #trgasometro
29’2º tempo
Angeleri
Angeleri
Zagueiro
GOL DO SAN LORENZO!

Os donos da casa deixam tudo igual! Barrios ganha de Matheus Sávio pela esquerda e cruza para o zagueiro, que aparece livre na área, nas costas de Rafael Vaz e Trauco, e coloca no cantinho de Alex Muralha!
28’2º tempo
SAIGabriel
Gabriel
Meio-campo
ENTRAMatheus Sávio
Matheus Sávio
Meio-campo
27’2º tempo

Depois de cobrança de escanteio do San Lorenzo, Barrios se atrapalha na área e desperdiça mais uma jogada.
26’2º tempo
SAICerutti
Cerutti
Atacante
ENTRACristian Barrios
Cristian Barrios
Meio-campo
twitter
Fred Gomes
@fredgomes1985
Rafael Vaz faz mais uma grande partida. #trgasometro
25’2º tempo

Árbitro marca falta de ataque de Guerrero após tranco em Angeleri. O peruano ri de forma irônica.
23’2º tempo
Flamengo
Everton arrisca!

O camisa 22 faz boa jogada individual e invade a área pela esquerda. Com Guerrero mais atrás, Everton chuta forte e obriga Navarro a fazer defesa em dois tempos.
22’2º tempo

Em resposta do Flamengo, Rodinei cruza da direita e Angeleri tira antes da chegada de Guerrero.
22’2º tempo

Cerutti avança pela direita, mas entrega bola para Trauco e desperdiça jogada.
21’2º tempo
Paulo Díaz
Paulo Díaz
Lateral

Cartão amarelo para Paulo Díaz

Por falta dura em cima de Guerrero, que protegia bola no campo de ataque.
19’2º tempo
San Lorenzo
rodinei afasta!

Márcio Araújo erra passe e deixa Mussis em boa posição para avançar na entrada da área. O camisa 7 do San Lorenzo tenta passe para Blandi, mas o lateral do Flamengo chega para se livrar do perigo!
twitter
Fred Gomes
@fredgomes1985
Que erro de Márcio Araújo! Flamengo tem sorte hoje. #trgasometro
17’2º tempo

Belluschi tenta enfiada na área para Cerutti, mas exagera na força e deixa nas mãos de Muralha.
twitter
Raphael Zarko
@raphazarko
Rômulo marcando na frente e auxiliando Everton pela esquerda. Na foto, errou passe #trgasometro

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Sky Bet by bettingy.com